O solo e suas camadas

quinta-feira, 2. janeiro 2014

perfil-solo-blog-scac-inicio
barra-divisao-imagens

A SCAC é pioneira na utilização do concreto centrifugado para pré-moldados de fundações e energia no Brasil.

A razão que sempre nos levou a defender esta solução é a menor porosidade e, por consequência, maior durabilidade do concreto do produto acabado.

Esta característica nos garante que a estrutura terá uma capacidade de suportar não só os esforços, mas o mais temível dos tópicos, o tempo.

Engenharia é feita para durar.

O solo brasileiro é heterogêneo. Existem regiões do País onde pode-se construir um prédio simplesmente carpindo a grama do terreno. O solo resiste.

Existem porem, por todo o território nacional, na costa quase que totalmente, solos incapazes de suportar as cargas sem a devida fundação.

Veja as fotos abaixo, são de solos aleatórios, de encostas que todos podemos parar e olhar e reparar.

montagem-solos-blog-scac
barra-divisao-imagens

Estamos falando dos primeiros metros do solo e reparem nas camadas visíveis de solos diferentes.

Imagine isso em uma área de 20.000, 30.000, 100.000 metros quadrados.

Por fundação entendemos o ato de “fincar” bases solidas em um solo que aguente o que terá que ser feito em cima.
Isso pode estar na superfície, bem como a 2, 15, 30 ou 60 metros, às vezes mais.

Os estudantes neste momento diriam, precisa fazer sondagem, e nós concordamos!

Fato é que uma boa quantidade de sondagens resulta em uma ideia próxima do que será, mas próximo não é suficiente quando se constrói.

O próximo em fundações significa, no mínimo, recalque.

Recalque significa, no mínimo, trica.

Trinca é problema.

Se o problema for maior, trinca pode ser desabamento da estrutura.

As camadas são diferentes em textura, em interferências e em compacidade.

Muitas vezes abaixo de camadas compactas existem camadas porosas e moles e com isso a atenção na execução deve ser redobrada.

A fundação com elementos pré-moldados é a forma mais segura de garantir uma fundação segura e sem perdas.

Além do sistema de cravação permitir um controle “online” da real situação do solo, evita desperdício de material que ao ser injetado no solo não fica no molde que deveria e acaba por permear pelas camadas resultando não só em uma estrutura falha como em desperdício de material.

O solo é imprevisível, cabe a nós engenheiros aumentar a previsibilidade.

Em fundações resolvemos este dilema com estruturas pré-moldadas e instaladas no solo por meio de cravação.

A importância da emenda

sexta-feira, 10. maio 2013

emenda
barra-divisao-imagens

Hoje estávamos em uma reunião interna discutindo questões de uma nossa obra e falamos amplamente sobre tudo aquilo que esta foto mostra.

Quando falamos em fundações profundas assumimos que o elemento que será instalado no solo deverá atingir a camada de solo resistente para o trabalho que deverá fazer, na verdade isso é fundação, seja ela profunda ou rasa.

A questão é que quando você tem que atingir grandes profundidades, mais que 25 m, começamos a ter uma serie de fatores que começam a ser relevantes.

Para garantir uma fundação profunda de qualidade você deve se assegurar, e assim assegurar seu cliente, e assim a sociedade, de algumas coisas:

- chegou-se na camada onde o solo oferece a resistência necessária para a carga de projeto?
- o elemento está intacto e portanto resistirá as solicitações que serão aplicadas nele?

Para que as respostas sejam positivas, a estaca, e por estaca considere todos os elementos necessários para atingir a profundidade que a carga demanda, deve estar integra, todos os módulos dela devem estar intactos e, por meio da emenda, trabalhar como uma peça monolítica.

Parece simples, mas nao é.

Em fundações profundas, a qualidade do produto é fundamental.

Aqui surge a importância deste elemento chamado emenda.

É ela que assegura que todos os elementos de concreto trabalhem como uma peca monolítica distribuindo assim os esforços ao longo de todo o fuste.

Se a emenda não estiver perfeita, e neste termo emenda incluímos a solda feita na hora da cravação, as cargas não serão distribuídas de forma continua e assim a peça sofrerá um desgaste prematuro, podendo ocasionar inclusive a quebra da mesma.

Para resistir as batidas do martelo, e serão centenas, as vezes milhares, para atingir a carga necessária, o concreto deve ser o melhor possível e a emenda deve assegurar a continuidade do elemento.

Começa aqui a importância do concreto centrifugado, que por suas características próprias do processo de fabricação, confere ao concreto resistências muito superiores ao concreto vibrado.

Importante frisar também que, ao cravarmos uma estaca, ela, além dos esforços mencionados acima, sofrerá torção ao longo do fuste e deslocamento da ponta em relação ao topo.

Isso só aumenta a necessidade de um produto de alta qualidade e desempenho.

Para maiores detalhes técnicos, visite nossa pagina onde disponibilizamos todos os nossos materiais, cases e estudos, inclusive publicados em seminários amplamente reconhecidos.

Para ser redirecionado para esta pagina clique aqui.

barra-divisao-imagens

Catálogo técnico de estacas centrifugadas

sexta-feira, 1. março 2013

Bem vindo 2013!

quarta-feira, 2. janeiro 2013

Matéria

quarta-feira, 7. novembro 2012

Na edição deste mês da revista Fornecedores Governamentais saiu uma matéria cujo titulo é “Tecnologia variada para garantir um serviço de alta qualidade”.

O artigo trata do mercado de energia, mercado pelo qual iniciamos nossas atividades no Brasil.

O concreto centrifugado, que sempre defendemos, tem características de durabilidade que minimizam os degradantes efeitos da poluição e agressões do meio ambiente.

No mercado de energia atendemos todas as etapas por meio de nossos postes, linhas de transmissão e subestações, permitindo ao cliente encontrar todas as soluções necessárias para todo o processo de distribuição de energia.
barra-divisao-imagens

Entenda o estande da SCAC no SEFE 7

segunda-feira, 18. junho 2012

estande-scac
barra-divisao-imagens

Quisemos dar um tema a nossa participação no SEFE 7.

Optamos pelo tema “Variabilidade do solo”.

Para a SCAC é uma oportunidade ímpar de poder falar da razão que nos leva a escolher nossos produtos e serviços.

Somos uma empresa de engenharia e como tal usamos o conhecimento para nortear nossas escolhas.

Por que fazemos estacas?
Por que cravamos?
Por que não fazemos outros tipos de fundações?

Pois bem, aqui vai nossa resposta: Variabilidade

A SCAC é pioneira e responsável pela popularização de todos os métodos de controle de capacidade de carga hoje em uso no mercado de fundações cravadas no Brasil.

Desde a emenda, com a qual substituímos as “luvas”, que não nos davam garantia de que todos os elementos de uma estaca trabalhassem como uma peca monolítica.

A adaptação do PDA para o on-shore e uso em estacas cravadas.

O desenvolvimento, aprimoramento e popularização dos método de nega e repique como métodos de controle de capacidade de carga.

Tudo isso por um simples motivo, dar a empresa, ao cliente e a sociedade, a garantia que está sendo executado o que está especificado em projeto, nem mais, nem menos.

Quando recebemos de um cliente a análise de um terreno, por mais bem feita que seja, o resultado é uma análise de pontos de uma determinada área que nos da uma expectativa de uma camada resistente como a da figura abaixo. (EXEMPLO REAL)
Perfil-Sondagem-R

Dito isso, lembro que nossa missão é entregar uma fundação capaz de sustentar a construção que será feita nela.

O próximo passo é receber as cargas que as estacas devem suportar.

Com a análise das sondagens temos uma expectativa de profundidade a ser alcançada para atingir a camada de solo que possa oferecer, em conjunto com a estaca, a capacidade de carga necessária.

A solução SCAC é de fundações com estacas de concreto, neste caso estacas de concreto armado centrifugado, cuja instalação se da por meio de cravação.

A obra começa, com ela começamos a cravar.

O ato de cravar a estaca permite que a cada golpe uma nova sondagem seja realizada.

A cada golpe existe a possibilidade de acompanhamento e analise, em tempo real, da integridade da estrutura e da capacidade de carga atingida.

O que descobrimos quando executamos fundações desta forma, ou seja, interagindo com o ambiente onde será instalada a fundação, é que existe uma variação entre as profundidades atingidas pelas estacas.

A variabilidade das profundidades é uma constante.

Aquele mesmo perfil que tínhamos expectativa de encontrar, por meio do sistema de cravação, nos da a possibilidade de assegurar, por óbvios motivos, que o solo na verdade é o da figura abaixo. (EXEMPLO REAL)

Perfil-Estacas-R

Isso é variabilidade.

Aceitar a variabilidade como fato inquestionável é também forma de economizar em fundações visto que, por meio de cravação, a quantidade de estaca utilizada é a necessária. Nem mais, nem menos.

barra-divisao-imagens
variabilidade
barra-divisao-imagens

Qualquer outro sistema de instalação no solo não é muito mais que uma suposição, ou desperdício.

Em nosso estande reproduzimos um bloco de fundação com estacas, este bloco é a reprodução de uma obra real, no Rio de Janeiro.

São 5 estacas de concreto centrifugado, diâmetro 50, que em uma área de 3m x 2m tem comprimentos cravados de 24,5m – 24,8m – 29,7m – 25,8m – 26,2m.

Queríamos dar credibilidade a nossa representação e fomos até uma obra pegar as pontas dos últimos elementos das estacas utilizadas em uma nossa obra.

As estacas de em nosso estande já foram cravadas! Isso é qualidade!

Para dar ainda mais credibilidade, o solo também veio da obra!

Inovação e segurança

quarta-feira, 13. junho 2012

Slide09barra-divisao-imagens
A imagem acima mostra os pilares da nossa marca.

Já faz algum tempo que falamos de uma inovação para o mercado de fundações, mas ainda não mostramos.

Decidimos aproveitar a oportunidade de falar para todo o mercado, optamos pelo melhor momento.

No Domingo dia 17 começa o SEFE 7, Feira da Industria de Fundações e Geotécnica.

A SCAC está patrocinando este evento, teremos um estande e faremos uma palestra técnica.

O tema que escolhemos para este ano é: VARIABILIDADE

Este tema está presente em nossa palestra e estande.

Durante o evento postaremos textos, fotos e vídeos da feira para que todos possam viver esta experiência junto da SCAC.

Revelaremos esta inovação que ha tempos anunciamos.

Mais uma vez a SCAC será a precursora de novos caminhos que visam a qualidade do serviço executado e a segurança de todos os envolvidos, durante e depois da obra.

Falta pouco!

Para os mais curiosos, e quem sabe os concorrentes, abaixo colocamos uma imagem de como será nosso estande…

SEFE 7 – de 17 a 20 de Junho 2012 – Transamérica Expo Center – São Paulo
barra-divisao-imagens
1

SCAC

sexta-feira, 17. fevereiro 2012

Esta semana estávamos arrumando umas fotos.

A partir disso, vendo todas as imagens de mais de 50 anos de Brasil, deu vontade de fazermos umas brincadeiras para falar de nós.

Empresas são pessoas.

Empresas são historias de vida que se juntam por um ideal comum.

Manter este ideal é o trabalho de cada dia, e a busca pelo sucesso, o único caminho!

barra-divisao-imagens
SCAC-comp

Anuncio em revista especializada. Em Março nas bancas.

sexta-feira, 10. fevereiro 2012

Anuncio-Fundacoes-web

Brasil!

quinta-feira, 15. dezembro 2011

foto-maquina-BLOG
barra-divisao-imagens
Muitos devem estar se perguntando o que tem de novo em um bate estacas.

Simples, estamos celebrando a engenharia brasileira.

Fruto da parceria entre SCAC e CMV Brasil, este é o primeiro equipamento nacional desenvolvido desde a concepção, única e exclusivamente para cravação de estacas.

Não é uma adaptação.

Até hoje, equipamentos desse tipo tinham que ser importados de outros países, com sérios problemas de manutenção, pois os prazos para solução das eventuais falhas são muito maiores do que a empresa e o cliente podem desejar.

Desde 1920 a SCAC é pioneira em seu mercado.

Em nosso DNA está a necessidade de buscar sempre e constantemente uma nova forma de fazer o que fazemos ou que pode ser feito.

Em nossa missão não usamos a palavra inovação por estar na moda!

Esta inovação começa com nossa chegada ao Brasil, em 1960, quando introduzimos a tecnologia da centrifugação do concreto no mercado de construção civil e energia elétrica, pois a engenharia nos dizia que para o solo e características climáticas brasileiras, este processo seria o mais indicado em grande parte do território nacional.

Até hoje ninguém provou o contrario.

Posteriormente, não confiantes do sistema de emenda das pecas da época, a SCAC desenvolveu a emenda soldada, que passou a garantir que todos os módulos de uma estaca trabalhariam como uma peca monolítica, assegurando assim a integridade da peca ao final da cravação e por consequência a qualidade e segurança da obra.

Feito isso, precisávamos que o cliente entendesse e visse a qualidade que estávamos vendendo e por meio de estudos e colaborações trouxemos o PDA, que na época era utilizado off-shore, para o on-shore, e começamos a desenvolver um sistema de controle de qualidade de fundações.

Em todos os casos nossas inovações foram imediatamente e amplamente adotadas pelo mercado sendo todas hoje um padrão do mesmo.

Na maioria dos casos, se não na totalidade, nossa sede por inovação traz benefícios não só a própria empresa mas a todos os envolvidos e em especial, ao Brasil.

Não é um segredo a difícil e discutível forma tributaria que o Brasil aplica em suas fronteiras.

Quando se gera emprego, o tributo, necessário e benéfico para a nação, pode tornar-se, caso não seja coerente e não tenha contrapartida, um peso asfixiante que atrasa, dificulta ou impede o crescimento das empresas e da nação.

Consciente disso e confiante na engenharia nacional, a SCAC desenvolveu em parceria com a CMV esta maquina bate estacas com um índice de nacionalização de mais de 70%.

Um sucesso e orgulho para nós! Uma celebração para o Brasil.

A inauguração não podia ser em lugar melhor, não se trata do estádio de um clube de futebol, mas o estádio que sediara a abertura da Copa do Mundo do Brasil de 2014.

Uma inovação brasileira na obra que representara o inicio de nosso maior evento esportivo, com o esporte numero 1 da nação verde amarela!

Estamos felizes por finalmente poder mostrar a chegada dela na obra.

Parabéns SCAC! Parabéns CMV! Parabéns Brasil!
barra-divisao-imagens